domingo, 30 de janeiro de 2011

Pra que remediar, se se pode evitar?

Recebi ontem e-mail do geólogo Eugenio Pimentel versando sobre a pouca vazão das comportas da barragem Armando Ribeiro Gonçalves, localizada na cidade de Itajá e a expectativa de que São Pedro enviará um bom inverno para o RN. Eugenio, que é um pesquisador contumaz da geologia e dos fenômenos naturais desses nossos rincões, faz uma observação por demais pertinente: por que o DNOCS não amplia essa vazão? Traduzindo, o que danado mesmo o DNOCS anda a esperar para diminuir a quantidade de água da barragem?

Solidarizando-me com a preocupação de Eugenio, também pergunto: que sadismo é esse do DNOCS que prefere ver um monte de gente desabrigada, destruição de estradas, surgimento de epidemias...? Se é possível evitar tudo isso, ou pelo menos minimizar tamanho sofrimento, por que não fazer isso logo?

  • Pelo menos a cidade de Ipanguaçu, aparentemente, parece que aprendeu a lição. Esse ano já começou, antecipadamente, a investigar os barramentos construídos pelos empresários da fruticultura, que impedem o curso normal das águas nessa cidade.

Estadual 2011 - Resultados e classificação

ABC 6 x 0 Potiguar-M

Baraúnas 0 x 1 América

ASSU 0 x 1 Alecrim

Centenário Pauferrense 0 x 1 Palmeira

Corintians 1 x 1 Santa Cruz

Classificação

01 ABC 3
02 Alecrim 3
03 América 3
04 Palmeira 3
05 Corintians 1
06 Santa Cruz 1
07 ASSU 0
08 Baraúnas 0
09 Centenário 0
10 Potiguar-M 0

Próximos jogos

02/02/2011

Palmeira x Assu
Alecrim x Corintians
América x Centenário
Baraúnas x ABC
Santa Cruz x Potiguar-M


Fonte: DN Online

Não é que a Câmara do Assú trabalha!!!

Duas coisas interessantes aconteceram ontem durante o pronunciamento de Vossa Excelência o prefeito do Assú, Ivan Júnior, no Programa Registrando. A primeira foi a descoberta de que a Câmara Municipal do Assú tinha uma comissão de acompanhamento das obras e serviços a serem pagos com recursos federais, no ano da Graça de Nosso Senhor Jesus Cristo de 2009.

A surpresa aconteceu em razão de 9 dos 10 (pra não negar aquele ditado que diz que toda unanimidade é burra) atuantes, fiscalizadores... edis terem assinado um manifesto (mesmo em recesso, nossos atuantes, abnegados... edis trabalham!!) em solidariedade a Vossa Excelência o prefeito, no qual eles dizem que, logicamente, fiscalizam as contas de Vossa Excelência e que elas estão todas dentro da legalidade. Como durante esses 18 meses, essa comissão nunca tinha se pronunciado, nem mesmo avisado que existia, o fato causa, no mínimo, certa estranheza. Mas, segundo os vereadores que assinaram o manifesto (bem redigido, por sinal) tal comissão existe. Então... sempre é tempo para deja vú.  

A outra coisa interessante foi à ratificação do fato de que Vossa Excelência precisa fazer uma nova reforma administrativa e incluir o cargo de professor de português ou de retórica na estrutura da PMA. Vamos concordar, tudo bem que alguma lei encaminhada para a Câmara Municipal contenha erros de “gramaticação”, contando que alguém descubra o que diabos isso significa e logicamente, conserte esse troço, até aí, com muito esforço dar para ‘agüentar’. Mas solidarizar-se com alguém que tenha sofrido “defamação”, é um bocado complicado, né não?

  • A propósito, as dependências da Rádio Princesa ficaram lotada de cargos comissionados da PMA que para lá se dirigiram, com intuito de solidarizar-se com Vossa Excelência. No entanto, algumas pessoas não comissionadas e não gratificadas também para lá se dirigiram, dentre elas o marqueteiro da campanha de Vossa Excelência (que não tem vínculos contratuais com a PMA) e o até muito recentemente adversário político, Toinho do Frutilandia. Aah, o vice prefeito Alberto Luiz que anda  sumido e silente, também apareceu.  Vamos concordar, altruísmo é uma coisa fantástica!!! Sim, em alguns pontos da cidade tinha 'equipes de amigos'  prontamente atentos para soltar fogos. Né por nada não, mas será que eles tinha uma cópia do discurso proferido por Vossa Excelencia? Huummm... a coisa era bem sincronizada.
Foto: Nelson Dantas


Entre grades

O Vladimir Nabokov certa vez deu uma curiosa explicação sobre a origem do seu romance Lolita. Disse que sua inspiração fora a notícia que lera em algum lugar sobre uma experiência feita num jardim zoológico em que ensinaram um gorila a desenhar, e o primeiro desenho feito pelo gorila foi das barras da sua jaula.
***
Se Nabokov não estava deliberadamente tentando enlouquecer um entrevistador - afinal, o que o gorila entre grades tem a ver com a história da paixão de um homem mais velho por uma menina de 12 anos, e seu trágico desfecho? - sua resposta pode ter vários significados. Um deles é o confinamento dentro do próprio texto que é a sina de todo autor, mais evidente no caso do narrador de Lolita, um prisioneiro do seu estilo tanto quanto da sua obsessão por ninfetas. Como o gorila artista dentro da sua jaula, o narrador escreve sobre os seus limites. O seu verdadeiro assunto é a linguagem.
***
Humbert Humbert, o narrador de Lolita, escreve em vários níveis de paródia. Parodia a vulgaridade americana do ponto de vista de um intelectual europeu mas também faz uma a paródia do intelectual europeu deslocado e ridicularizado no Novo Mundo, em que o autodesprezo pela sua impostura cultural se mistura com a culpa. Mas ele não pode se livrar nem do seu pedantismo nem da sua obsessão. Lolita está cheio de jogos de palavras, imagens preciosistas, símbolos obscuros, referências literárias - toda a parafernália da ostentação intelectual mobilizada para um só fim, o de justificar uma paixão incomum. Tanto o gorila quanto o Humbert Humbert descrevem o que os separa do mundo.
***
No livro A Última Tentação de Cristo de Kazantzakis há um diálogo em que um personagem diz a outro que seus olhos não entendem a mensagem de um profeta porque não veem nada além das palavras. "Mas o que as palavras podem dizer? Elas são as grades negras de uma prisão onde o espírito grita para ser ouvido." No seu livro Speak, Memory (Fala, memória) o próprio Nabokov diz que está "cativo num zoo de palavras". A ideia das palavras como grades que impedem a expressão do espírito ou como uma insatisfatória seleção sem alternativas de animais atrás das cercas de um zoo deve ter ocorrido a muitos autores. Em toda a fascinante literatura da Clarice Lispector, por exemplo, se repete este choque com o limite da linguagem, esta incapacidade angustiante de dizer o indizível, de ultrapassar as grades. O que se quer dizer está sempre lá fora, além das palavras.

"A glória de Deus é encobrir, mas a glória dos reis é tudo investigar", disse Salomão (Provérbios 25:2). Substitua-se "reis" por escritores e artistas e sua busca de glória pela investigação de toda a experiência humana e seus mistérios, e chegamos ao Nabokov e seu gorila. Nunca ultrapassaremos as grades. Podemos no máximo sacudi-las com mais ou menos talento ou vigor, mas resignados à ideia de que a verdadeira glória de Deus começa onde termina a linguagem.

Pois se trata de um Deus ciumento, senhor de todas as nossas paixões, e indisposto a compartilhar sua glória, ou sua literatura, com quem quer que seja. Mesmo o Nabokov ou a Clarice.


texto escrito por Verissimo e transcrito do Jornal o Estadão

sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

Curtissimas

Governo da gente
Andar na cidade do Natal hoje não é nada fácil. Além de buracos e muitas poças d’agua, a novidade agora é o transbordamento de lagoas, dificultando o transito e provocando apreensão não pessoas que moram o comercializam na proximidade das mesmas.  Dentre as lagoas que estão transbordando, encontra-se a lagoa localizada na confluência da Avenida Alagoas com a Avenida Airton Sena, no conjunto Pirangi, Como a prefeitura não providenciou a dragagem do leito dessas lagoas, agora... o cidadão além de pagar IPTU caríssimo, também tem que conviver com o medo de ter que abandonar suas casas e diminuir seus rendimentos.

Delicias
O tradicional biscoito Flor do Assú, filé de tucunaré e de outros peixes fartamente encontrados no Vale do Açi, além de alfinins e artesanato dessa região podem ser encontrados no Delicias do Assú e do Vale, loja pertencentes a doutor Chaguinha e que está localizada no Flat Potengi, no bairro de Petrópolis, na cidade do Natal. Além de todas essas delicias, a loja ainda conta a presteza e o simpático atendimento da filha de doutor Chaguinha.

Função de um vereador
Em entrevista hoje na rádio Princesa do Vale, o líder do prefeito do Assú na Câmara Municipal, Carlinhos de Eweton, explicou direitinho qual a função de um vereador: bem... acreditar e fazer tudo que o mestre do executivo mandar. Maravilha, vamos concordar, o mestre não erra. Ou será que é o rei que não erra? Seja lá o que for, os vereadores do Assú ainda não descobriram que suas funções não se resumem a exigir cargos comissionados para seus familiares e apresentarem requerimentos para... qualquer coisa. Se brincar tm inté requerimento solicitando a limpeza da fossa de alguma residencia de parentes e de amigos. 

Função de um vereador II
Antes de pensar sobre a função de um vereador, um bocado de pré candidato a vaga na cidade do Assú chegaram à conclusão que essa sofrida cidade necessita de 15 ágeis edis. A essa conclusão a população da cidade ainda não chegou, bem como ainda não foi ouvida acerca de ‘tal representatividade’. Mas cá prá nós, os edis empossados representam quem mesmo? Ahh,  tá, eles foram eleitos. Alguém conhece algum projeto elaborado pelos mesmo que prevê algum beneficio coletivo? Aahh, não sejamos injustos, eles requerem sempre construção de calçamento, limpeza de ruas... Mas a Prefeitura já não tem essa função. Quando será que eles vão descobrir o significado dessas singelas palavrinhas: Fiscalizar e legislar? Sangue...?

Função de um vereador III
Por falar nisso, alguém sabe quanto custa mesmo um vereador na cidade do Assú? Huumm, alguém mesmo sabe quantos parentes destes tem cargo comissionado e gratificado na Prefeitura e na Câmara? Tudo bem, deixemos para lá. Mas não é esquisito possuirmos tantos capacitados, laboriosos... edis, e nenhum deles assumirem um cargo no executivo? E olha que também temos ótimos suplentes bom de papo querendo, nem que seja por seis meses, ser chamado de Vossa Excelência. Pennsse numa coisa difícil, e olha que alguns até que ensaiaram um afastamento da Câmara. O que mesmo anda a impedir esse afastamento? Com certeza, não é insuficiência de competência. Ou será que é?

Se uma gota de tinta...
Em época de municipalização do transito, o município de Mossoró resolveu recentemente pintar algumas faixas de pedestres no cento da cidade com intuído de disciplinar seu caótico transito. Tudo conforme manda o Código Nacional de Transito, mas... um detalhezinho escapou na hora da aquisição da tinta: qualidade. Não é que boa parte das faixas já estão desbotadas? Em razão desse pequeno detalhe, o Ministério Público resolveu instaurar inquérito para apurar a qualidade da tinta.

Tiririca faz cirurgia
Depois que a pressão para invalidar a eleição de Tiririca cessou e que ele tranquilamente se preparava para assumir o mandato de deputado federal na próxima terça feira, eis que surgem umas pedrinhas no caminho do nobre deputado fazendo-o submeter a um procedimento cirúrgico no dia de hoje. Tiririca resolveu tirar umas pedras da vesícula no Hospital escolhido por 90% dos políticos brasileiros: Sírio Libanês. A cirurgia transcorreu muito bem e na próxima terça feira Tiririca promete está perfeitamente em forma para assumir o mandato deputado federal, representando o estado de São Paulo.

Eficiência e altruísmo
Apesar de ter sido decretado ponto facultativo municipal, a prefeitura do Assú trabalhou nesse dia como nunca antes na história. Não é que uma ruma de cargos comissionados, foram exonerados, nomeados e tiraram férias num mesmo dia, o Dia que Irmã Lindalva nasceu!! Concordemos, eficiência assim não se encontra em qualquer lugar não. O ‘mió’ de tudo, é que ‘os escolhidos’, mesmo de férias, continuam a dar expediente normal. Altruísmo elogiável. Aaahh, nessa onda de exonera, nomeia e goza férias de uma vez só, provocou certa canseira e eis que tem gente gozando férias dum cargo para o qual nunca foi nomeado. A PMA é ou não é uma mãe? Tudo bem, tinha esquecido, A PMA ainda não devolveu o  Olho de Tandera a Lion. Então...

Prevenir...
Uma equipe do Corpo de Bombeiros do RN andou por esses dias circulando pelo Vale do Açu e Vale do Apodi com intuito de mapear possíveis áreas de risco, para caso de 2011 apresentar um bom inverno. Nas visitas as cidades dessas regiões, os Bombeiros alertaram seus gestores no sentido de providenciarem medidas preventivas que venham a diminuir os possiveis sofrimento e os prejuízos nessas áreas. Traduzindo: se não desligar o fogo quando o leite começar a subir, prepare-se para trabalhar mais e tomar menos leite. Agora é a hora das equipes de defesa civil dessas regiões mostrarem que sabe fazer algo mais do que distribuir cestas básicas e colchões a desabrigados. 

Tragédia sem prevenção
Depois de todo o furdunço que foi a efêmera inundação da cidade de Jucurutu, eis que uma, das várias coisas não ficou bem explicado: Por que danado a prefeitura da cidade punha entulhos ‘no pé’ de uma das comportas? Depois da tragédia, hora de colher os frutos. Não é que tem até uma comissão para levantar o que cada um dos desamparados cidadãos vitimas dessa tragédia perdeu!?. Esperar para saber se todos, mas, todos mesmo, receberão fogão e geladeira novinhos em folha. Será que a entrega terá que bater com o resultado da sessão eleitoral em que essas pessoas votaram nas últimas eleições?

Parabéns!!
Hoje é o dia do aniversário do blogueiro e secretário de comunicações da Prefeitura de Carnaubais receber os parabéns de amigos e familiares. Toni Martins parabéns, sucesso, saúde... paz!

A força do "Patriciado" na política do Rio Grande do Norte

 

O ex-prefeito do Assu Ronaldo Soares (PR) vociferou ontem contra sua "cria", o sucessor Ivan Júnior (PP) - veja postagem mais abaixo.

Já hoje, é o vice-governador Robinson Faria (PMN) quem estrila contra a cúpula do PP.

Para entender os dois casos é preciso conhecer um pouco de história e sociologia política. Em ambos os episódios, há uma luta renhida para manutenção de espaços e predominância de força.

Quase nada do que é dito e escrito, é exatamente o que se pensa.

Trata-se de estratégia de dominação. É como o leão que ruge na floresta para intimidar as outras espécies, avisando que quem manda é ele. Muito barulho, sem dúvidas, mas nem sempre ele morde.

Na Roma da antiguidade, esses personagens  fariam parte do "patriciado", ou "patriciatu", num latim semi-erudito. Só os nobres, a aristocracia, poderiam ascender ao poder, aos cargos proeminentes.

Nós, como nação, ainda estamos muito tangidos por esse conceito de superioridade. No inconsciente e nas normas, tudo leva a crer que a parte de cima desse bolo só cabe a uns poucos.

Embutida ainda nessa ideologia, temos princípios do darwinismo social, com sua crença numa raça superior. São os "arianos" da política potiguar, feitos nessa máquina de moer gente, com visão excludente e freios a qualquer força alternativa, vinda da "plebe".

Como dizia o historiador e membro da Academia Brasileira de Letras (ABL), José Honório, o Brasil nunca teve oposição. Sempre fomos dominados pelo "Partido do Patriciado", o partido do poder.

Somos um país de política alicerçada num modelo arcaico, de base hereditária, oligárquica e patrimonialista. Ninguém, aos olhos desses ungidos, pode ascender e pensar diferente, porque são logos tachados de traidores.

Coisas de gente "superior".
 
 
Fonte: Blog do Carlos Santos

quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

Oposição: quem seguirá Ronaldo Soares?

O ex prefeito do Assú, Ronaldo Soares, resolveu ir a Rádio Princesa do Vale e abrir o verbo. Uma hora de entrevista foi suficiente para que Ronaldo Soares afirmasse o que todo mundo já sabia: politicamente não tem mais nada, nadica de nada que o ligue “ao jovem prefeito” do Assú, Ivan Júnior.

Peennse numa coisa que não era mais novidade para ninguém. No entanto, o que causou surpresa mesmo na verbalização desse rompimento, é que Ronaldo Soares puxou pra si a responsabilidade de liderar o primeiro grupo de oposição ao governo Ivan Júnior. A levar em consideração esse tom, Ronaldo Soares demonstrou ontem é que tem um revolver bem municiado, além de possuir um bom estoque de munição. Esperar para conferir.

Nos tiros ontem disparados, Ronaldo lembrou aquela verba de mais de oito milhões de reais encaminhada pelo governo federal para resolver os problemas provocados pela enchente de 2009 e até hoje não prestado contas (o 4º aditivo da empresa que tenta levantar e consertar muros e cercas termina em junho/11) anda apresentando problemas de “inconsistência”. Inconsistência ou não, a verdade é que após um ano e sete meses, os serviços e obras que deveriam ter sido concluídas em 6 meses vem se arrastando que nem cobra.

Segundo Ronaldo, nos últimos dois anos o valor investido em infra estrutura, com recursos próprios, foi ínfimo. Tipo assim, onde mesmo está sendo aplicados os recursos dos royalties? A propósito, a cidade do Assú recebe em média trezentos e cinqüenta mil reais de royalties por mês. Bem, não é que Ronaldo também lembrou uma estória de uma adutora que está sendo construída na zona rural com recursos repassados pela Funasa!!? Segundo Ronaldo, a adutora é algo assim semelhante a algumas valas rasas onde se joga cano. Torcer para que esses canos não sejam de amianto, né não?

Uuuffaa, esperar agora o contra ataque de Ivan Júnior. Ele virá e virá rápido. O tom, huumm, da última vez que Ronaldo fez um discurso com 0,5% do tom ontem apresentado, Ivan Júnior rebateu com ironias e sarcasmo nas edições dos programas institucionais de rádio e em alfinetadas, com mesmo tom, em alguns veículos de comunicação. Maass, sem avexamento, até no máximo sexta feira teremos noticia do contra ataque.

  • Agora vamos concordar: depois de tudo que Ronaldo Soares disse ontem na rádio, ou o Ministério Público busca se inteirar da situação, ou depois não pode reclamar que não ouviu o toque da banda.

E por falar em banda, hora de se acalmar e relaxar, pois o estoque de lexotan já se foi e falta tão somente um mês para que o Carnaval de Todos anime as ruas da cidade do Assú.

  • Aahh, alguém sabe dizer qual mesmo é o grupo a que Ronaldo se referia que aceitará segurar a bandeira de oposição na cidade do Assú? Será que algum vereador se canditará a vaga? Tudo bem, temos dois vereadores que são de oposição. Maass, fala sério, alguém em sã consciencia acreditava nisso? Agora... sem muro!


quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

Agora Assú tem oposição. E oposição de peso



Neo coronelismo em alta


Nesse jogo político em que os mandatários ainda se comportam como se estivesse acima do bem e do mal, quem paga a conta é sempre a população. Jucurutu é hoje o exemplo mais perfeito desse tipo de política (ou politicalha?) que ainda acontece nesse nordeste brasileiro do século XXI.

Com a finalidade de esperar a chegada da governadora do estado, o prefeito da cidade de Jucurutu resolveu esperar mais um pouco para autorizar a abertura da comporta que daria vazão ao alagamento do conjunto DNOCS. Autorizado derna das 8 horas da matina de ontem, pelo DNOCS a abrir as comportas, o prefeito resolveu empreender tamanho sacrifício apenas e tão somente às 22 horas de ontem. Resultado? Mais pessoas desabrigadas; mais transtornos; mais desespero; mais incertezas... Mas quem passou por isso tudo contou com a solícita ajuda da equipe da prefeitura, que prefere fazer caridade a ter que dar segurança aos seus munícipes.

  • E pensar que tem gente que ainda acredita que o coronelismo acabou. Acabou onde mesmo? No nordeste brasileiro, nem o voto de cabresto desapareceu, apenas ganhou roupagem nova.

A governadora, conforme combinado, sobrevoou a cidade de Jucurutu na manha de hoje (dia em que o ator John Herbert faleceu), viu e falou com alguns desabrigados, viu de longe e de perto as casas alagadas, culpou o DNOCS pela calamidade... prometeu firmar convenio com a prefeitura no sentido de... bem, de ajeitar algumas casas, comprar comida, roupa... essas coisas que se pode entregar e depois cobrar tamanha generosidade, como se os recursos não fossem públicos e... voltou para a capital potiguar.

O folhetim foi magistralmente encenado e contou com a participação de Carlos Augusto Rosado, que na qualidade de esposo da governadora (mesmo sem ter nenhum vinculo com o Estado) participou de todo o ato (ele é o ator principal em qualquer encenação em que a esposa protagonize).

Quando o dinheiro irá chegar, ninguém sabe, mas a situação de calamidade pública já está decretada, e como tal, a prefeitura de Jucurutu pode contratar e comprar a vontade, sem licitação e, portanto, com direito a escolher quem serão os vendedores e os prestadores de serviços. Nem suco de umbu geladinho com biscoito flor do assú é melhor que isso.

Fim do folhetim; comportas abertas; calamidade decretada; convenio prometido e... no máximo amanhã de manhã o conjunto do DNOCS estará completamente seco.

Como perguntar não ofende, por que diabos essas comportas não foram anteriormente abertas? A desculpa de  que esperavam o funcionamento das bombas não convence. Derna de muito cedo que se tinha descoberto a ineficácia das mesmas.



Foto: Blog do Marcos Dantas

como 'mermo' se soletra E D U C A Ç Ã O ?

Caso alguém queira exemplificar, explicar, resumir... o que significa eficiência e educação, é só pronunciar aquela nomenclatura mágica: secretaria municipal de educação do Assú. Tá vendo como é simples?

Depois dela nos ensinar que educação se faz com locação de veículos, agora ela nos ensina que educação também se faz com...bem... estudei pouco, não aprendi a lição!!

Mesmo assim, se alguém aprendeu, por favor, me ajude! A secretaria de educação resolveu convocar os aprovados no concurso público, que teve a divulgação dos resultados no último mês de julho de 2010. Como não há presa na cidade do Assú quando o assunto é educação, os aprovados foram convocados na última segunda feira (24/01) e como manda o figurino (nesse item o Assú não pode mudar as estações) os convocados têm no mínimo trinta dias para cumprirem os trâmites legais e se apresentarem para o trabalho.

  • Ops... mas o ano letivo na cidade do Assú não começará no dia 14 de fevereiro? Peraí, peraí... e a semana pedagógica? Geeennte. definitivamente, precisamos ter muita, muitissima fé, pois acreditem, eles promovem essa semana! Sangue... precisa ter muito poder!!
Aaahh, começará. Com certeza!!!  Nesse caso... que tal mais algumas contratações? Éé... nada mal. Convenhamos, o número de professores convocados não preencherá, nem de perto, o número de vagas ociosas.

Né por nada não, mas sempre achei que a secretaria de educação de Assú sabia fazer alguma coisa a mais do que locar veículos. O que? Bem... qualquer coisa,’inté mermo’ contratar professores sem serem concursados, menos, educar. Dúvidas? Alguém já comparou o Ideb com o investimento que a PMA diz que aplica em educação?

Agora, cá prá nós, até quando mesmo o Ministério Público e o Sindicato dos Professores vão fingir que não sabem, ou não vêem isso?

 

segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

Parabéns para Tibério Guedes



Hoje, apesar de ter amanhecido chovendo, de ruas terem sido alagadas, estradas terem sido destruídas... é um dia especial. E dentre algumas das razões que torna esse 24 de janeiro um dia especialíssimo encontra-se o fato de Tibério Guedes ter visto pela primeira vez a luz, exatamente nesse dia.

Tem coisa mais especial do que o dia em que um ser consegue piscar pela primeira vez diante de algo tão fascinante quanto à luz?

Pois bem... Tibério, que outros 24 de janeiro venham, e com ele tudo de bom que o passar dos anos nos propiciam.

Parabéns, sucesso, saúde... felicidades!


  • A propósito Tibério, depois de tanto tempo descobri que temos além de amigos, algo mais em comum.

domingo, 23 de janeiro de 2011

Rádio Sacramento de Ipanguaçu, NO AR

A cidade de Ipanguaçu ganhou no final dessa semana sua primeira rádio FM, a qual será dirigida pelo multifacetado Delzir Campelo e será ouvida nos quatro cantos da cidade.

A proposta da rádio é bem diversificada, pretende incluir em sua grade programas jornalísticos, de entretenimentos, religiosos... mas não tem a intenção primeira de politizar a rádio. Pelo menos é isso que informa Delzir Campelo.

Torcer para que numa cidade em que a animosidade política é o prato principal das refeições, o Delzir consiga proteger a rádio contra os efeitos nada benéficos desse prato principal.

Se o Delzir conseguirá essa façanha fica difícil de prevê, mas que ele está a trabalhar com afinco nesse sentido, disso todos já estão a perceber.

A Delzir e equipe, nossos votos de muito sucesso e determinação para conseguir pôr em prática o que planejaram e almejaram por muito tempo.


Obs.: Com informações de Keyson Cunha


Pirotecnia de números

O réveillon passou, mas as pirotecnias típicas desse período continuam com todo gás nas ações dos novos e velhos gestores dessa capitania dada a João de Barros e Aires da Cunha.

A última pirotecnia protagonizada pela governadora Rosalba Ciarline e equipe pipoca a informação reluzente de que houve uma queda substancial na folha de pagamento do estado, relativa ao mês de janeiro. Como show pirotécnico é algo lindo e emocionante, no entanto efêmero, um pergunta que surge após a fumaça se dissipar: como mesmo se deu essa queda?

Beemm... a queda no valor da folha se deu de forma interessante: a governadora ainda não nomeou a maioria dos cargos comissionados existentes na estrutura do Estado. Qual a razão da não nomeação? Ora, essa razão é bem difícil de ser compreendida. Não é que num bocado de órgãos ainda não se encontrou as pessoas certas para ocupar o cargo! Pode um negócio desses? Claro que pode e como exemplo ilustrativo para tal situação podemos citar a desgastada Fundação José Augusto. Geeennnte... ninguém lá tem autonomia jurídica e administrativa para responder por ela.

Aaahh, a cunhada da governador, Isaura Rosado, dar expediente em uma de suas dependências. Expediente esse em que cuida dos últimos detalhes da criação de uma secretaria estadual de cultura. O bom mesmo é que quando essa secretaria for criada – por volta do inicio do mês de março – trabalhará em parceria com a FJA e ai teremos a nomeação dos cargos comissionados e gratificados da Fundação e conseqüentemente, da secretaria.

Ennttão... pirotecnia dar uma mídia danada e... só! Enquanto isso as lideranças que apoiaram Rosalba estão se digladiando para emplacar os seus na administração estadual. O bom mesmo, é o esforço que algumas dessas lideranças estão a fazer para encontrar algo de errado no curriculun dos já escolhidos e ainda não nomeados.


Pressão alta

Paulinho Freire não resistiu às pressões provocadas pelo aumento das passagens dos transportes coletivos da cidade do Natal e baixou o hospital São Lucas com um quadro de aumento da pressão arterial.

Paulinho que está assumindo interinamente a chefia do executivo natalense foi o responsável por assinar a Portaria que propiciou um aumento de 10% no valor das passagens urbanas em Natal. A sociedade organizada e desorganizada que utiliza o transporte urbano em Natal não gostou nadica de nada desse aumento, o qual supera o percentual do aumento dado ao salário mínimo.

Fora as razões pouco convincentes que levaram a autorização desse aumento, um fato chamou a atenção: o Hospital São Lucas é o preferido pelos chefes do executivo natalenses para solucionarem seus problemas de aumento de pressão arterial. Lembrando: Micarla de Sousa por diversas vezes nesses últimos dois anos foi socorrida pela equipe do Hospital São Lucas.

Novo titular no turismo assuense

Através da portaria 69, Vossa Excelência o prefeito do Assú nomeou em meados da semana passada Samuel Fonseca para exercer o cargo de secretário adjunto de turismo e... um bocado de penduricalho. Pra variar, as nomenclaturas das novas secretarias se assemelham a uma lista de compras.

Samuel Fonseca ‘outroramente’ já tinha feito uma incursão pelas entranhas dessa área, inclusive, ocupando a função de represente da PMA no Pólo Costa Branca, quando à época defendeu a implantação de sinalização turística na terra de Roque. O projeto de sinalização até hoje dorme esplendidamente no fundo de alguma gaveta fria, bem como dorme outros projetos vitais para transformar a cidade de Roque numa cidade a ser vista e olhada por pessoas de outras cidades, regiões...

O desafio que Samuel terá que enfrentar será grande, mas nada que um pouco de determinação, planejamento e confiança não possam vencer as armaduras que dificultam os passos do turismo na cidade do Assú.

O investimento na criação do Fundo Municipal de Turismo será uma das alternativas para a retirada de uma das peças da armadura. Outra alternativa que ajudará a retirar a desengonçada armadura, segundo Samuel Fonseca, será o mapeamento dos pontos turísticos da cidade de Salete de Olga.Daí para ressuscitar o famigerado Conselho de Turismo, é apenas um pulo, uma vez que o Fundo de Turismo para existir, necessita que o Conselho também exista, tipo um ditado dito frequentement por tia Célia: pé podre e bota velha. Um sem o outro... solidão, desespero, angústia...

Como de boa vontade e intenções o... dificilmente Samuel Fonseca terá êxito nessa empreitada se não conseguir, antes de tentar pôr uma dessas alternativas em prática, convencer ‘quem de fato manda’ que praças, quadras e festa de São João são coisas importantíssimas para assegurar o lazer e o entretenimento de uma cidade de forma sazonal, mas para se ter retorno nos 365 de um ano, precisa-se de um trabalho mais elaborado e sem ter o imediatismo como meta principal.

Dúvida quanto a esse ponto? Caso alguém por ventura as tenha é só visitar os desabitados terminais turísticos do Mendubim e do Piató. Uma lástima que à época da inauguração rendeu um bocado de matéria na mídia e... estão lá, abandonados, com alguns locatários apenas ‘pastorando’ o local. No caso especifico do terminal do Piató, a nomenclatura lhe caiu‘ como uma luva’. De fato ele está em estado terminal. E isso por que ainda não completou dois anos de funcionamento e...  de inauguração.


Divaldo Franco em Assú

.

Assú receberá no próximo dia 28 (sexta feira) o médium e escritor espírita Divaldo Franco, o qual proferirá palestra, a partir das 19 horas, na Praça Jota Keuler.

Autor de mais de duzentos livros, dentre os quais a Busca da Perfeição, Divaldo Franco também é um dos mais importantes nomes do espiritismo brasileiro. Suas palestras e workshops são muito concorridos, tanto que quem perder a oportunidade de ouvir o Divaldo Franco em Assú poderá correr e participar de um workshop que acontecerá no dia 29, no Centro de Convenções da capital potiguar. Para participar desse workshop o ouvinte deverá pagar o valor de R$ 45,00 mas terá a oportunidade de não só ouvir Divaldo Franco, mas fazer-lhe questionamentos sobre assuntos que lhe aflinge.

quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

Curtissimas

Fechadinho
Com o quadro de secretário quase fechado – falta apenas nomear mais um -, Vossa Excelência o prefeito do Assú, demonstrou que fez uma grande mudança em sua equipe de governo: aumentou o número de cargos comissionados  e deu aumento de salário a alguns desses cargos. No mais, tudo ficou como dantes... Aahh não, não sejamos injustos, ele realmente provocou algumas modificações substanciais em sua equipe. Quais mesmo? Simples, o setor de infraestrutura (ah, eles descobriram que a infraestrutura, a deles, claro, é com hífen) e o setor financeiro não foram negociados com nenhum político da base aliada de Vossa Excelência. Está todinho nas mãos de parentes e amigos de Vossa Excelência.

Agradecimento
Agradeço o carinho e a atenção da ex vereadora assuense Ana Maria. Menina, obrigada pela leitura contumaz e principalmente, pela forma meiga e carinhosa com que se dirigiu a minha pessoa.

Esquisitice
 Não está parecendo esquisito o silencio de Wilma de Faria e Iberê de Sousa? Tudo bem que Iberê anda adoentado, mas Wilma? Todos caladinhos. O pior de tudo é que Rosalba e equipe anda a começar a diminuir as acusações e anúncios de rombos na maquina administrativa estadual. Pra completar, Rosalba anda renomeando um bocado de gente ligado a Wilma de Faria e pouca gente ligada a seus apoiadores. Esquisito, não?

Olhos abertos
A justiça, enfim, resolveu brecar a avidez personalista do prefeito de Ipanguaçu, Leonardo Oliveira. O prefeito foi obrigado não só a mudar o nome de um campeonato esportivo, o qual tinha seu nome, como também a cancelá-lo. Se a justiça resolver retirar com mais freqüência a venda de seus olhos, vai conseguir enxergar essa mesma avidez em outros prefeitos e políticos no Vale sofrido do Açu.

Parada de ônibus
Num momento em que ressurge das cinzas, bem como da base aliada, algumas ‘lideranças’ em Carnaubais, o prefeito Luiz Gonzaga anuncia a conclusão das obras de construção de uma parada de ônibus na comunidade de entroncamento. A parada é uma demonstração clara de que a questão fundiária na antiga Santa Luzia está resolvida e que, portanto, lá não existe sem teto: tem muitos projetos arquitetônicos de casas populares que não prevê um espaço tão grande para acomodar uma família de cinco pessoas.  

Lugar perfeito
Danúbio Medeiros há treze dias chefia a ouvidoria da Prefeitura do Assú. Alguém já cruzou com ele pelos corredores do centro administrativo Edgard Borges Montenegro? Ou mesmo pelas ruas do Assú? Beemm, como a ouvidoria não tem mesmo uma sala e nem mesmo estrutura própria para funcionamento, maass, teoricamente e tecnicamente existe, Danubio é o chefe. Então... tinha um lugar melhor para encaixar Danúbio?

Aumento
O prefeito em exercício de Natal, Paulo Freire, deverá assinar a portaria que aumenta o valor das passagens de ônibus. O aumento deverá ser de 10%, elevando o valor da mesma para R$ 2,20. Paulo tem até a próxima semana para assinar tal portaria, uma vez que a prefeita Micarla de Sousa deverá reassumir o cargo no inicio de fevereiro e não tem a menor intenção de assinar tal aumento, já que sua popularidade não anda nada bem. Micarla antes de viajar para realizar um procedimento cirúrgico em Sampa, já tinha feito todos os acordos para a concretização desse aumento, bem como também tinha feito o acerto no sentido de que quem iria assinar tal portaria seria Paulinho. Depois, se houver questionamentos, a prefeita volta a encenar seu personagem preferido: mulher enganada.  

Hoje é Dia de São Sebastião e de Oxalá

Marco Palmezzano - Saint Sebastian.jpg
 
 
Hoje também é o dia em que Fernando Luna cantar, sob a luz encantadora da lua, na cidade de Parelhas. O Show de Fernando está previsto para começar por volta das 20 horas, na praça principal da cidade.

 

quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

Pra distrair

Durante um estudo recente realizado em Timbauba dos Batistas, perguntou-se a dois grupos de especialistas se o computador era um aparelho do tipo feminino ou masculino. O primeiro grupo de especialistas era formado por mulheres e o segundo por homens. Cada grupo devia encontrar 4 razões para justificar o gênero do computador.
Grupo das mulheres. Conclusão: O Computador é masculino.
Razões:
1. Para conseguir captar a sua atenção temos que o acender;
2. Está cheio de informação, mas não tem imaginação nenhuma;
3. É suposto servir para ajudar, mas a maior parte das vezes ele é a causa dos problemas;
4. Desde o momento em que conseguimos ter um, damo-nos conta que se tivéssemos esperado um pouco mais de tempo, conseguia-se ter um modelo muito mais potente.

Grupo dos homens. Conclusão: O computador é feminino.
Razões:
1. Ninguém compreende a sua lógica interna;
2. A linguagem que utiliza para falar com os outros computadores é totalmente incompreensível;
3. O mais pequeno erro fica armazenado na memória e pode ressurgir no momento mais inoportuno;
4. Desde que temos um, temos que gastar metade do salário em acessórios...



Fonte: Blog do Bar do Ferreirinha

terça-feira, 18 de janeiro de 2011

Ivan Padilha é o prefeito!

A situação em Pendências é bem complicada. O legislativo jura que tem prova cabíveis e cabais de que o prefeito cometeu algumas improbidades administrativas, as quais consistem basicamente em ter realizado pagamento sem previsão legal e o ponto crucial da querela: Ivan Padilha, prefeito de Pendências, não deu a devida importância ao legislativo de sua cidade, quando este resolveu solicitar informações pertinentes a atos administrativos realizados por aquele.

Resumo da ópera? Acusações mútuas, algumas beirando ao ridículo, a irresponsabilidade, outras, pertinentes racionais... e, lógico, a judicialização da querela.

Com a judicialização, a Câmara perde um bocado de poder de atuação e não conseguindo enxergar muito bem o que isso significa, toma atitudes inconseqüentes e mesmo sabedora de uma decisão judicial invalidando a abertura de uma sessão com a finalidade de cassar o prefeito, resolve simplesmente, armar o circo, pintar a cara e subir no picadeiro. A encenação agradou a um bocado de gente que ao deixar a lona descobriu que tudo não se passava de um grande espetáculo circense.

Portanto, a cassação do prefeito Ivan Padilha é simplesmente nula, inexistente, irreal. O pior de tudo é que a Câmara quando iniciou a sessão já era conhecedora da nulidade da sessão. Mas... o pior mesmo dessa ópera tupiniquim é que Ivan Padilha pode virar a mesa e passar de réu a vitima mais rápido e mais fácil do que se imagina. Não se assustem se alguns bravos e meticulosos edis de pendências não tiverem em breve a grata surpresa de ter que procurar um advogado para defendê-los.

Tradução geral dessa ópera tupiniquim: Ivan Padilha continua firme e forte a administrar a cidade de Pendências; o vice prefeito continuará a assumir sua função de vice prefeito e os vereadores conseguiram mostrar ao RN todo, quiçá ao Brasil, como não se fazer quando se deseja aprovar um impeachment de um prefeito.

domingo, 16 de janeiro de 2011

PTN de Assú tem novo presidente

O presidente regional do Partido trabalhista nacional (PTN 19) Canindé Alves, Nomeou para o cargo de presidente municipal do citado partido em Assú, o senhor Manoel Soares Júnior. O partido que já esteve presente em assú, volta agora com força total para as eleções 2012. No encontro que teve nesta quarta feira em natal com presidente regional do PTN (Canindé Alves) Júnior Soares mostrou toda sua vontade de conduzir o partido aqui em Assú, e lutar para que o partido eleja candidatos nas eleições que ora se desenha. O presidente regional ainda deu total poder de decisão para presidente municipal (JUNIOR SOARES) decidir coligações. Em breve o presidente municipal fará participação em programa de rádio aqui da região juntamente com toda mesa diretora

Fonte: assessoria do PTN/Assú

Faltou o professor!!

Uma coisa que não deu para entender muito bem nessa ilusória reforma administrativa do executivo assuense: Qual  a finalidade? Diminuir ou aumentar o número de cargos comissionados? Tudo bem que a segunda opção é a mais visível e mais plausível. Agora o que danado mesmo o ex secretário de meio ambiente e ex assessor da ZPE vai fazer na secretaria adjunta de assuntos políticos? Pois é... Nival Paulino não tem do que reclamar, está a fazer estágio por várias áreas da administração pública assuense.

E nessa onda de estágio em várias áreas, a ex responsável pela conquista do Selo Unicef foi encaminhada para ver como funciona a administração do Centro Clinico. Né por nada não, mas mais cedo do que se imagina vai ser possivel se ver e ouvir  as lamentações pela ausência de Pipa. Esperá só um pouquinho!

Beeemmm, por outro lado, o atual presidente do PTB e suplente de vereador, Tê, foi promovido a secretário de ciência, tecnologia... o palavreado é grande, com um detalhe importante: secretário municipal agora ganha 4 mil reais, e secretário adjunto, 3 mil reais por mês. Portanto, Tê foi promovido no real sentido da palavra. Tecnicamente, Paulo Morais, secretário adjunto de ciência... é subordinado de Tê.  Aaahhh meu Deus, Será que o Clebson resistirá a tamanho sacrifício? Aafff.

Tudo bem, realmente Vossa Excelência o prefeito do Assú é mesmo meio chegado a transdisciplinaridade. Éééé,.. Vamos ter fé e acreditar que dessa vez vai dar certo. Saravá!

Agora, cá prá nós, Vossa Excelência bem que poderia ter aproveitado a oportunidade para criar o cargo de professor de português ou mesmo de retórica para dar umas aulinhas aos integrantes do executivo assuense, né não? Tem hora que... Sangue...!!!!

Enfim,até junho tudo será (?) resolvido

Nesta última sexta feira a Prefeitura do Assú resolveu anunciar o que já era por demais sabido: não tem previsão para a conclusão do Relatório Circunstanciado que relatará onde mesmo foi aplicado os mais de oito milhões de reais encaminhados pelo governo federal para resolver os problemas causados pela enchente de 2009.

Pela quarta vez a PMA adita os contratos feitos, sem licitação, das empresas responsáveis por fiscalizar as obras e também, claro, da empresa que realizará as obras. Algo que deveria ser realizado em no máximo 6 meses precisará de 24 meses para ser realizado. Isso se São Pedro e outros santos ajudarem.

O que anda faltando para a conclusão dessas obras? Bem... dinheiro com certeza não é. Este já chegou e faz tempo.

Mesmo sem conseguir resolver os problemas causados pela enchente de 2009, Vossa Excelência o quase nórdico prefeito do Assú, já anda mapeando os prováveis impactos que uma hipotética nova enchente possa vir a causar na sofrida e iludida população do Assú no ano da Graça de Nosso Senhor Jesus Cristo de 2011. Vendo tamanho empenho de Vossa Excelência, percebe-se que ele é muito mais chegado em fazer levantamento de custos e solicitar repasses do que executar o que foi levantado.

Tudo bem tem coisas que realmente dar muito trabalho e dependo do trabalho, cansa, pode até levar a uma estafa física. Maass... com fé em Deus até junho Vossa Excelência terá concluído as obras e serviços ‘planejadas’ por ele para aliviar o cenário de desastre provocado pela enchente de 2009.

Sabe... hoje é possível entender o por que de Vossa Excelência e equipe ter tanto falado de cenário de desastre naquele junho e julho de 2009. Realmente, é desastrosa a forma como anda se dando o socorro às vitimas daquela enchente. Um ano e seis meses para a realização de consertos e feitura de cercas e muros é simplesmente... desastroso.

  • Aaahh, a empresa responsável por tais consertos não pode nem falar que anda a lhe faltar mão de obra. O ano passado a empresa escolhida para a construção de casas e o conserto de cercas e muros (contratos que totalizaram algo em torno de quatro milhões de reais) ganhou algumas licitações na PMA para trabalhar exatamente na área de infra estrutura.

Segunda gorda

Os cofres do governo do estado amanhecerão essa segunda feira com mais de cento e sessenta milhões reais de repasses feitos pelo governo federal. Essa grana é relativa a transferências constitucionais do fundo de Participação dos Estados e de outras fontes.

  • Além desse repasse e de alguns pagamentos realizados por Rosalba Ciarline após esta ter decretado a falência do Governo dá-se para pensar que o rombo propagado pelos aliados e pela própria governadora, não é assim tão profundo.

É mais que sabido que inicio de gestão é sempre bom falar mal do antecessor e principalmente decretar a falência financeira das instituições como forma de aliviar as expectativas dos eleitores quanto a concretização das promessas feitas durante o processo eleitoral e, principalmente, acalentar os aliados aflitos por cargos e benesses públicas. Apesar de tanto lenitivo, uma parte considerável dos cargos comissionados do Estado ainda não foram preenchidos. O que será que anda acontecendo? simples, uma parte dos aliados não estão aceitando os cargos que estão lhe dando e outra parte não quer sair de Mossoró. Será que essa última parte acreditava mesmo que a Rosalba iria transferir a Sede do governo para Mossoró? Sangue...!!

O que vimos e estamos a ver e ouvir dos aliados de Rosalba Ciarline, nada mais é do que o que vimos e ouvimos de Garibaldi Filho e Wilma de Faria quando assumiram a função de governador do sofrido RN. Ou seja, muda-se os governantes mas não a ladainha. O pior é ainda tem um monte de gente que acredita nessa gente.


sábado, 15 de janeiro de 2011

Ele é o cara!


Lula será homenageado durante o carnaval desse ano, em Sampa, pela Escola de Samba Tom Maior.

Lula, se aceitar o convite, desfilará no carro alegórico que fechará o desfile da Escola, a qual tem como enredo “Salve, salve, São Bernardo, pedaço do meu Brasil”. Lembrando: Lula é o morador mais ilustre de São Bernardo, cidade administrada por um petista.

Um pouco de poesia

O Morcego


Meia-noite. Ao meu quarto me recolho.
Meu Deus! E este morcego! E, agora, vede:
Na bruta ardência orgânica da sede,
Morde-me a goela ígneo e escaldante molho.

“Vou mandar levantar outra parede...”
— Digo. Ergo-me a tremer. Fecho o ferrolho
E olho o teto. E vejo-o ainda, igual a um olho,
Circularmente sobre a minha rede!

Pego de um pau. Esforços faço. Chego
A tocá-lo. Minh’alma se concentra.
Que ventre produziu tão feio parto?!

A Consciência Humana é este morcego!
Por mais que a gente faça, à noite, ele entra
Imperceptivelmente em nosso quarto!
 
 
Augusto dos Anjos

sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

Macau e a literatura

Charge de Ivan Cabral



Tragédia no Rio

Foto: Valter Campanato / ABr

Aproxima-se de seiscentos o número de mortos na maior tragédia já acontecida no Estado do Rio de Janeiro. Além do crescente número de mortos, desabrigados e prejuízos causados, os moradores da Região Serrana do Rio, Teresópolis e Nova Friburgo ainda tem que conviver com a possibilidade de que novos desabamentos podem acontecer e pra piorar a situação, têm que conviverem desoladamente com a mediocridade humana: Grupos de saqueadores estão a invadir e a levar o pouco que sobrou das familiares atingidas por essa lamentável tragédia que mortifica e faz sofrer parte da população do estado do Rio de Janeiro.

Dilma, em foto oficial

Roedor focado

Um juiz de Nova York autorizou um ex soldado de guerra a processar o Estado em razão de ter sido mordido, no pênis, por um rato. A mordida, segundo Peter Solomon se deu quando este estava preso em um presídio no Condado de Nassau e um rato resolveu sair de dentro do colchão e roer seu pênis e uma mão.

Segundo o juiz, a grande discussão não será onde estava a mão do Peter quando o rato a roeu, mas se o Peter foi mordido por um rato ou por um roedor similar.  

Até o momento a polícia nega que o rato roeu Peter e alega que este tem transtornos psicológicos. No entanto, se não conseguir provar tais transtornos, o Peter ganhará uma boa indenização para custear o tratamento com vacinas anti-rábicas, e quem sabe, uma plástica no pênis. Tudo é possível.

E pensar que tem gringo que chega nessa nossa terra abençoada pelos orixás e pelos deuses tentando menosprezar nossas instituições, costumes e sociedade!


quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

Narcisismo exacerbado

O excesso de desprezo da Prefeitura Municipal para com os outros órgãos que compõe o Estado brasileiro em alguns casos é assustador. E em se tratando do legislativo local, não existe desprezo uma vez que para o executivo esse poder é, digamos, vassalo e, portanto, pra que dispensar algum tipo de sentimento ou cansar o olhar para poder exergá-lo?

No último dia 06 de janeiro, a PMA conseguiu claro, aprovar por unanimidade a Lei Complementar que cria a nova estrutura da PMA (acreditem, mais onerosa do que a sepultada) com data retroativa ao primeiro dia do ano da Graça de Nosso Senhor Jesus Cristo de 2011. No entanto, os cargos comissionados lotados nas secretarias ora extintas continuaram a assumir suas funções como se estas ainda por ventura existissem. Até mesmo a atual (que é bem antiga) comissão de licitação foi nomeada com base numa lei... revogada. E olha que esta anda a exercer normalmente suas funções com base nessa lei revogada. Pode um negócio desses?

Pra completar o enredo desse folhetim, a PMA contratou por apenas R$ 19.000,00 Os Nonatos para se apresentarem por duas horinhas na tarde do último dia 09 durante a realização do “tradicional almoço de Irmã Lindalva”. Esse grupo musical logicamente será pago com recursos da secretaria municipal de... geeennnte, formalmente a secretaria destinada a custear a programação artística do “tradicional almoço” já não mais existia no dia em que esse renomado grupo foi contratado. Mas... como mesmo esse grupo foi contratado? Duvido que uma curiosidade dessas tenha passado mesmo que por longe de um dos nossos abnegados, atenciosos, contenciosos... edis.

Fechando esse quadro assustador de aberrações, Os Nonatos foram contratados para tocar no tradicional almoço de Irmã Lindalva, mas como talvez..., sei lá, tenham errado o caminho, acabaram tocando mesmo no 1º almoço (nos anos anteriores, se fazia um jantar) de Irmã Lindalva, na Cohab.

Como se ver, tudo tem seu lado positivo e apesar do calor e da poeira, os moradores da Cohab e de toda a cidade do Assú puderam apreciar o talento desse grupo musical e mostraram que quem sabe, no futuro, esse almoço possa ser incluído no calendário de festividades tradicionais do Assú. Por enquanto, o tradicional fica por conta da coleção de absurdos cometidos pela PMA.

quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

Um ano sem Zilda Arns


"Como os pássaros, que cuidam de seus filhos ao fazer um ninho no alto das árvores e nas montanhas, longe dos predadores, das ameaças e dos perigos e mais perto de Deus, devemos cuidar de nossos filhos como um bem sagrado, promover o respeito a seus direitos e protegê-los."

Dra. Zilda Arns Neumann
25/08/1934-12/01/2010

Relátorio Circunstanciado - novo adiamento

Assinando, ratificando, corroborando seu  atestado de lassidão, lerdeza... a Prefeitura Municipal do Assú decretou um novo adiamento para a entrega do relatório circunstanciado que prestará contas dos mais de oito milhões de reais repassados pelo governo federal, a fundo perdido, para amenizar o cenário de desastre provocado pela enchente que deixou parte da zona rural da cidade do Assú inundada e um reduzido número de moradores da zona urbana, desabrigados.

  • A pressa para fechar os cálculos que discriminavam a aplicação desses mais de oito milhões de reais é apenas proporcional a rapidez com que as empresas para executarem – com dispensa de licitação – tais serviços foram contratadas. Segundo os contratos firmados com quatro empresas, os serviços teriam prazo mínimo de conclusão, algo em torno de seis meses, contados, claro, a partir de julho de 2009.

2011 chegou e... onde mesmo foram construídas as 125 casas? Salvo engano, a prefeitura de Ipanguaçu há tempo que entregou as casas aos seus desabrigados das cheias (Ipanguaçu foi à cidade mais afetada pela enchente de 2009), e estas custaram um valor bem inferior as que foram contratadas – sem licitação – pela prefeitura do Assú.

Fora a construção das casas, a PMA também pediu essa grana toda ao governo federal para construir e consertar cercas e muros destruídos pelas águas da enchente de 2009, bem com para dar uma reforçada nas estruturas das casas afetadas por essa enchente. Onde mesmo estão localizadas essas casas, muros e cercas? Será que é esse o problema? Será que anda faltando GPS na PMA? Isso poderia até fazer sentido se a PMA não tivesse contratado uma empresa (também sem licitação) por cerca de R$ 200.000,00 para fiscalizar e fazer o acompanhamento de tais obras e serviços.

Então, o que danado mesmo anda a se passar que está brecando a conclusão da feitura desse relatório? Será que é falta de computador e alguém para digitar? Difícil acreditar nisso. Salvo engano, a PMA acabou de aditar um contrato com uma empresa que digitaliza a documentação dessa esfera de poder Assuense.

  • Peraí, será que os responsáveis pela feitura de tal relatório estão a esperar que os computados desaparecidos do Centro Administrativo Edgar Borges Montenegro reapareçam para otimizar os serviços? Probabilidade nula uma vez que esses computadores também foram doados pelo governo federal e tinham um destino traçado: a assentamento de Novos Pingos. A propósito, a quanto anda mesmo o relátorio que investiga o sumiço desses computadores? E pensar que esses computadores estavam sob a guarda e responsabilidade da Prefeitura Municipal do Assú e... sumiram, desapareceram, escafederam-se... Tudo bem, tens razão... mais uma conta a ser paga por nós, contribuintes. 

Segundo a portaria que de novo, mais uma vez e novamente aditou o prazo de entrega do relatório circunstanciado, a PMA tem até o próximo dia 28 de janeiro para entregá-lo ou... prorrogar novamente o dia da entrega. A probabalidade de termos uma nova prorrogação é... incomensurável!